Quando usar TO antes do verbo

Se você é um estudante de inglês, certamente já leu uma frase e desejou saber o motivo de alguns verbos serem precedidos por “to”, e outros não. Este post é para você, desesperado por desatar esse nó da sua cabeça.

Preposição

Um dos usos de “to” no inglês, é como uma preposição com sentido de transferência. Por exemplo:

Quality is the key to success. – A qualidade é a chave para o sucesso.

She kept walking from a place to another. – Ela continuou andando de um lugar a outro.

Can you send this gift to your sister? – Você pode enviar este presente para sua irmã?

 

Verbos no infinitivo

Conjugar um verbo é adequá-lo a todos os tempos, pessoas, números ou vozes que vêm junto dele. Um verbo no infinitivo é aquele que está na sua forma original, isto é, sem conjugação. Em português, os verbos no infinitivo acabam com “ir”, “ar”, “er” ou “or”. Por exemplo:

dormir

lavar

comer

compor

No inglês, os verbos no infinitivo costumam ser precedidos da partícula “to”. Por exemplo:

to sleep (dormir)

to wash (lavar)

to eat (comer)

to compose (compor)

Quando uma frase contém dois verbos seguidos, o segundo vem no infinitivo. Por exemplo:

I want to eat pizza. (Eu quero comer pizza.)

Na maioria das vezes, o infinitivo numa frase em inglês será representado por to + verbo.

 

Exceções e variações:

O verbo no infinitivo sem o uso de “to” é chamado “bare infinitive” (infinitivo pelado, em tradução literal) e ocorre em alguns casos, como na maioria das frases contendo modals (will, can, could, should, etc.) ou verbos de percepção (see, watch, hear, feel, sense, etc.). Por exemplo:

In Italy, you will find the world’s most delicious pizzas. – Na Itália, você irá encontrar as pizzas mais deliciosas do mundo.

I hear you talk. – Eu ouço você falar.

Além disso, o verbo no infinitivo pode aparecer com a terminação -ing, sem ser precedido de “to”. Por exemplo:

He stopped speaking. – Ele parou de falar.

I enjoy running in the park. – Eu gosto de correr no parque.

Como sempre, existem exceções e variações a regra. Ainda assim, é melhor aprender as expressões, observar os exemplos e ver como tudo é usado na prática, ao invés de tentar decorar todos os casos especiais e se desesperar atoa.

2019-04-12T09:10:09+00:00

Leave A Comment