Em 2018, 93,8% das crianças de 4 a 5 anos, 98% de 6 a 14 e 68,7% dos jovens de 15 a 17 anos estavam na escola cursando o ano correspondente.
Quem olha para esses número pode pensar: “o Brasil está indo bem”. Afinal, como disse Platão, “Os números governam o mundo”. Logo, podemos confiar.

Certo?

E se eu te dissesse que por trás desses números existe todo um universo de problemas? Quantas dessas crianças e jovens tem acesso à educação de qualidade? A educação é equitativa? Quantos deles irão concluir o Ensino Médio e serão capazes de enfrentar um vestibular e ingressar em uma Universidade?

É… Os número podem governar o mundo mas eles “…não exprimem sentimentos” (René-Descartes).

O que quero dizer com isso?

Você que está lendo esse post… lembra aí: quantas vezes você foi mal numa prova mesmo tendo estudado, mesmo sabendo a matéria, só porque o professor cobrou a “única coisa que você não sabia”? Quantas vezes você teve que tirar 10 numa prova unicamente para passar de ano? Quantas vezes você colou? Quantas vezes você decorou um conteúdo simplesmente pra alcançar uma nota? Ou seja, um número?

O que isso acrescentou na sua vida? Provavelmente, com o passar dos anos, as técnicas de colar em provas foram aperfeiçoadas… Pelo menos comigo foi assim!

Não digo que não aprendi nada… Digo apenas que o método de avaliação mais utilizado no Brasil inteiro é simplesmente INEFICAZ, pois valoriza a classificação dos alunos por meio de números, conceitos e medição de “aprendizado”.

Coloquei “aprendizado” entre aspas porque muitas vezes o que ocorre é uma simples “memorização de conteúdo a curto prazo”. Notas são números que muitas vezes não condizem com a real capacidade cognitiva do aluno.

Não me entendam mal… A avaliação é parte intrínseca do processo de aprendizagem e acredito que ela seja fundamental nesse processo…

Vou ficando por aqui porque a minha intenção hoje foi deixá-los com a pulga atrás da orelha! hehe Esse foi só o primeiro de uma série de posts que iremos lançar com o intuito de fazer com que as pessoas repensem sobre métodos tradicionais e se abram para novas propostas!!!

O IpD abandonou por completo sistemas de avaliação tradicionais e por aqui adotamos outros meios para acompanhar os alunos e dar feedbacks.

Quer conhecer mais sobre nossa metodologia? Entre em contato com a gente!

   

Para mais #DicasDesesperadas de inglês siga as nossas redes sociais

Instagram.com/inglespdesesperados
Facebook.com/inglespdesesperados
Youtube.com/inglespdesesperados
Linkedin.com/school/inglespdesesperados